Principais desenvolvimentos de 1534 | Apenas notícias do mundo

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

[ad_1]

1534 EC foi um ano muito interessante e interessante no desenvolvimento do imperialismo de origem europeia. Role para baixo para uma rápida visita à história da impressão. Mas aqui estavam os principais eventos políticos globais do ano:

  • Em março, o rei João II de Portugal estabeleceu o primeiro sistema para organizar e promover o povoamento e controle permanentes no interior do brasil (então conhecido como “Terra de la Santa Cruz”.) Este projeto marcou uma ruptura com a política que Portugal vinha perseguindo c. 100 anos no amplo império comercial que havia construído ao redor do Oceano Índico e parecia muito mais com o colonialismo de colonos ativo que os espanhóis vinham perseguindo na América do Sul e Central nas últimas décadas. O novo sistema português foi denominado “Capitanias”. As 15 capitanias foram desenhadas principalmente como faixas de terra leste-oeste, indo para o oeste da costa do Atlântico até a Linha de Tordesilhas (onde o território espanhol começou). Cinco foram atribuídos a dois primos do ministro da Fazenda: o conquistador Martim Afonso de Sousa e o irmão. Os outros foram concedidos a uma mistura de conquistadores e burocratas da corte.
  • Em abril, o Explorador bretão / francês Jacques Cartier, que se casou com dinheiro, recebeu do rei francês a comissão de navegar até o norte do continente americano na busca contínua de uma “passagem noroeste” para o oceano Índico. Em vez disso, entre maio e julho, ele “descobriu” a Terra Nova, o Golfo de St. Lawrence, a Baía de Gaspé, a Ilha do Príncipe Edwards etc. Ele encontrou alguns nativos, provavelmente Mi’kmaq. English-WP nos diz “alguma negociação ocorreu”. Ele voltaria anos mais tarde!
  • Em dezembro, Parlamento da Reforma da Inglaterra aprovou o Ato de Supremacia estabelecendo Henrique VIII como chefe supremo da Igreja da Inglaterra. (Parece um pouco com o ato de secessão de Boris Johnson?)
  • Também em dezembro, conquistador Sebastián de Belalcázar liderou 200 colonos espanhóis na fundação da cidade de colonos que se tornou Quito, Equador.
  • Em algum ponto em 1534 dC, mês desconhecido, Solimão, o Magnífico, tendo voltado sua atenção da Europa Central para a Ásia Ocidental, capturou Bagdá dos safávidas.
  • Através França e Alemanha, as tensões religiosas continuaram a turvar. Houve revoltas de anabatistas (na Alemanha) e huguenotes (na França). Mas também houve a fundação da ordem jesuíta em Paris.
  • Dentro Ming China, as forças imperiais capturaram um pirata com mais de 50 navios sob seu comando. O imperador Jiajing também começou a se afastar de forma um tanto misteriosa das reuniões oficiais, embora seus ministros continuassem a dirigir o império mais ou menos como de costume. Ele parece um sujeito bastante desagradável. English-WP nos diz: “Sua busca pela vida eterna o levou a acreditar que um dos elixires para estender sua vida era forçar as donzelas virgens do palácio a coletar sangue menstrual para seu consumo. Essas tarefas árduas foram realizadas sem parar, mesmo quando as criadas do palácio adoeceram e qualquer participante relutante foi executado por capricho do imperador. ”
  • Tradução de Martinho Lutero para o alemão de toda a Bíblia (incluindo os apócrifos) foi impressa por Hans Lufft em Wittenberg. Tamanho da tiragem não fornecido.
Leia Também  IRGC: Vírus orona pode ser um 'ataque biológico' dos EUA no Irã e na China

Uma rápida olhada na história e na função da impressão

Certo, confesso que nunca li o influente livro de Jared Diamond, “Guns, Germs and Steel” de 1997, que buscava explicar o surgimento e a manutenção da dominação do mundo pelo Ocidente por meio do domínio dessas três cestas básicas de commodities. (EU acreditam sua referência a “germes” era mais uma referência aos ocidentais que desenvolveram imunidades a certos patógenos do que à suposição quase certamente válida de que os “exploradores” ocidentais ocasionalmente usavam ativamente meios de guerra biológica para exterminar ou enfraquecer a população sujeita.) De qualquer forma, eu gostaria de acrescentar três outras capacidades tecnológicas importantes à lista de capacidades críticas do império: construção naval, capacidade de navegação e tipo móvel.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Então eu comecei a ficar impressionado já nos 14 dias que tenho feito este “Projeto 500 anos” para ver o papel que os materiais de impressão e recursos de impressão desempenharam ajudando a promover o surgimento do imperialismo ocidental. Benedict Anderson é corretamente famoso por ter identificado o “capitalismo impresso” como um fator essencial no desenvolvimento dos “Estados-nação”. Mas nesta era anterior do início do século 16 EC, ainda não tínhamos visto o surgimento de nenhum Estado-nação com estabelecimento estável na Europa exceto os de Portugal e talvez da Espanha – a estabilização de ambos se deveu em grande parte à necessidade de organizar e regular as explorações de seus respectivos bandos de conquistadores. Pelo que vale a pena, estou definitivamente caminhando para a conclusão de que o surgimento de estados-nação com estabelecimento estável em toda a Europa foi em grande parte uma consequência do imperialismo, ao invés de um antecedente a ele … (Além disso, que esses estados formaram as nações, em vez do que o contrário.)

Leia Também  Coligação liderada pela Arábia Saudita em instalações de Houthi no porto de Salif

Seja como for. Também vale a pena examinar o papel que o desenvolvimento tecnológico no setor de impressão desempenhou no apoio (e ajudando a manter consentimento suficiente para!) Os projetos de construtores de impérios ocidentais. Estou pensando em três tipos específicos de produto de impressão:

  • Mapas de navegação essenciais para a navegação segura em águas distantes e sua compilação em atlas.
  • Relatos de exploradores sobre suas descobertas, nos quais eles catalogaram sistematicamente as coisas que encontraram em terras distantes que podem ser valiosas, e também descreveram a flora, fauna e costumes locais de maneiras que despertariam o interesse e o desejo de “possuir”, experiência , ou em muitas ocasiões derrotar essas manifestações de vida (incluindo vida humana) em praias distantes.
  • Tratados religiosos e outras formas de tratados ideológicos que seriam usados ​​para justificar a dominação cristã / ocidental de todo o mundo.

Portanto, aqui à direita está um gráfico fab, produzido pela Tentotwo, mostrando a explosão na produção europeia de livros impressos entre 1450 e 1800 dC. A produção saltou de cerca de 1,5 milhão de cópias produzidas no século 15 para mais de 200 milhões no século 16, e continuou a subir ainda mais nos dois séculos seguintes.

Se Martinho Lutero tivesse ficado em casa traduzindo a Bíblia ou contado com um pequeno grupo de amigos para copiar suas traduções à mão, seu trabalho nunca teria o tipo de impacto em todo o continente que sem dúvida teve.

Portanto, uma das principais inovações do primeiro imperialismo / capitalismo inicial foi o desenvolvimento e a rápida disseminação dos tipos móveis. English-WP nos diz que embora seja geralmente presumido que o tipo móvel foi desenvolvido por Joannes Gutenberg em Mainz, por volta de 1439 dC, na verdade formas anteriores de tipo móvel foram desenvolvidas no norte da China, sob a dinastia Song do norte por volta de 1041 EC. Fascinante! Assim, o mundo pode agradecer à China por essa invenção, juntamente com outras invenções como pólvora, papel e bebidas destiladas!

Leia Também  A nova regra extra-inning da MLB é absolutamente perfeita, não maluca

Descobriu-se que os tipos móveis eram muito difíceis de serem amplamente aceitos na própria China, devido à abundância e complexidade de seus ideogramas. (O uso de impressão a partir de xilogravuras esculpidas era, no entanto, tão difundido na China que quando o jesuíta italiano Matteo Ricci chegou lá no final do século 16, ele notou “o número excessivamente grande de livros em circulação aqui e os preços ridiculamente baixos com que eles são vendidos. ”)

Na Europa, entretanto, a introdução dos tipos móveis foi transformacional. Uma das coisas que impulsionou foi, como Anderson observou, o desenvolvimento de estados-nação. Outro (talvez antes, mas certamente em conjunto com o desenvolvimento dos estados-nação) foi o desenvolvimento dos impérios.

O tipo móvel ajudou muito a agilizar a divulgação dos textos! Mas a impressão em xilogravura continuou a ser usada para mapas e outras ilustrações. O mapa de todo o mundo conhecido no topo aqui foi gravado em 1534 dC pelo (ou para) geógrafo Joachim van Watte e publicado em Zurique.

[ad_2]

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br