Pensamento negativo associado a um declínio cognitivo mais rápido, indica estudo

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br


Pensamento negativo associado a um declínio cognitivo mais rápido, indica estudo 2Por Natalie L Marchant, UCL

A demência afeta cerca de 54 milhões de pessoas em todo o mundo. Não há cura, mas os relatórios indicam que aproximadamente um terço dos casos de demência pode ser evitável, razão pela qual muitos pesquisadores começaram a se concentrar na identificação de fatores de risco. Isso permitiria melhores intervenções personalizadas que possam reduzir o risco, atrasar ou até impedir o aparecimento de demência.

Pesquisas atuais mostram que genética, pressão alta e tabagismo são todos fatores de risco para o desenvolvimento de demência. Mas muitas pessoas não percebem que também há uma relação entre problemas de saúde mental e maior risco de demência. Estudos demonstraram que depressão, ansiedade e transtorno de estresse pós-traumático estão todos associados a um risco maior de desenvolver demência na terceira idade. Nosso estudo recente baseia-se nessa pesquisa examinando se um estilo de pensamento comum a essas condições de saúde mental está associado a indicadores da doença de Alzheimer, o tipo mais comum de demência.

Pessoas com problemas de saúde mental freqüentemente se envolvem em um estilo de pensamento chamado “Pensamento Negativo Repetitivo”. Esse estilo de pensamento envolve a tendência a ter pensamentos negativos sobre o futuro (preocupação) ou sobre o passado (ruminação), e esses pensamentos podem parecer incontroláveis.

Em 2015, desenvolvi uma hipótese chamada “Dívida cognitiva”, que propunha que o pensamento negativo repetitivo poderia ser o “ingrediente ativo” comum em todas essas condições de saúde mental que podem ajudar a explicar o aumento do risco de demência que observamos. Nosso estudo recentemente publicado testou essa hipótese pela primeira vez. Descobrimos que o pensamento negativo repetitivo estava de fato associado a indicadores da doença de Alzheimer.

Leia Também  Receita de sopa de batata doce carregada

Nosso estudo analisou 292 idosos com mais de 55 anos do projeto PREVENT-AD no Canadá. Sua função cognitiva foi avaliada, medindo memória, atenção, cognição espacial e linguagem. Desses participantes, 113 também tiveram seu cérebro escaneado, o que permitiu aos pesquisadores medir depósitos de tau e amilóide. Essas duas proteínas são marcadores biológicos da doença de Alzheimer quando se acumulam no cérebro. Outras 68 pessoas do projeto IMAP + na França foram submetidas a exames cerebrais de PET para medir amilóide.

Descobrimos que pessoas que exibiam padrões de pensamento negativo repetitivo mais elevados experimentaram um declínio cognitivo mais durante um período de quatro anos. Eles também tiveram declínios específicos na memória (que é um sinal precoce da doença de Alzheimer) e tinham mais depósitos de amilóide e tau no cérebro.

Torne-se um Patrono da Chama Natural por US $ 1 por mês.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Também examinamos os sintomas de depressão e ansiedade. Descobrimos que ambos estavam associados ao declínio cognitivo, mas não a depósitos de amilóide ou tau. Pode ser que esses sintomas sejam mais indicativos de declínio que ocorre com o envelhecimento ou a demência que não é devida à doença de Alzheimer. Da mesma forma, os participantes deste estudo apresentaram níveis muito baixos de depressão e ansiedade, o que dificilmente seria capaz de detectar um relacionamento. Essas descobertas sugerem que o pensamento negativo e repetitivo pode ser uma razão pela qual a depressão e a ansiedade estão associadas ao risco de doença de Alzheimer – o que está de acordo com minha hipótese de “Dívida cognitiva”.

No entanto, é importante ressaltar que, embora a hipótese proponha que o pensamento negativo repetitivo aumente o risco de demência (especificamente a doença de Alzheimer), o contrário também pode ser verdadeiro. Pessoas que experimentam um declínio em sua condição podem ficar mais preocupadas ou preocupadas com sua saúde – levando a pensamentos negativos repetitivos. Ou, amilóide ou tau poderiam ter se acumulado no cérebro, interrompido seu circuito, dificultando o desengate dos pensamentos negativos. Neste ponto, somos incapazes de saber o que veio primeiro.

Leia Também  Minha experiência notável de limpeza do cólon: um diário de 7 dias

Mas como nossos pensamentos podem ser associados a uma doença do cérebro? Em um nível biológico, o pensamento negativo está associado ao aumento do estresse. De fato, o pensamento negativo repetitivo é visto como um marcador comportamental do estresse crônico, causando pressão arterial elevada e níveis mais altos do hormônio do estresse cortisol. Há evidências crescentes de que o estresse crônico é prejudicial ao seu corpo – e ao seu cérebro. Mas são necessárias mais pesquisas para entender esse link.

Dado que o pensamento negativo repetitivo responde a tratamentos como terapia cognitivo-comportamental ou atenção plena, pesquisas futuras analisarão se a redução desses padrões de pensamento também reduz o risco de demência. Enquanto isso, há evidências que sugerem que muitos hábitos de vida – como manter uma dieta saudável, se exercitar e permanecer socialmente ativo – estão todos associados a um menor risco de demência. Embora não saibamos se a redução do pensamento negativo repetitivo pode atrasar a demência no futuro, tomar medidas para cuidar da sua saúde mental ainda é importante para o seu bem-estar no presente.A conversa


Natalie L. Marchant, pesquisadora sênior, UCL

Este artigo foi republicado da The Conversation sob uma licença Creative Commons. Leia o artigo original.

Imagem: Pessoas que se preocupavam ou ruminavam com mais frequência tinham marcadores biológicos da doença de Alzheimer no cérebro. Marjan Apostolovic / Shutterstock

Inscreva-se para receber notícias de saúde natural na sua caixa de entrada. Siga o Natural Blaze no YouTube, Twitter e Facebook. Torne-se um patrocinador por apenas US $ 1 por mês.



cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br