Como as informações afetam a liquidez nos mercados de balcão? -Liberty Street Economics

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br


Como as informações afetam a liquidez nos mercados de balcão?

Um grande volume de transações financeiras ocorre em mercados descentralizados que geralmente dependem de uma rede de revendedores. Os revendedores enfrentam dois impedimentos para fornecer liquidez nesses mercados. Primeiro, os revendedores podem enfrentar comerciantes informados. Segundo, eles podem enfrentar custos associados à manutenção de grandes balanços, devido a custos de estoque ou liquidez. Em um artigo recente, estudamos um modelo de mercados de balcão (balcão) em que a liquidez é endogenamente determinada por revendedores que precisam lidar com informações assimétricas e custos de liquidez. Este post fornece uma explicação intuitiva do nosso modelo e a dinâmica da liquidez entre operadores.

Um modelo estilizado de mercados interdealer

Consideramos uma representação estilizada dos mercados interdealer. Primeiro, cada revendedor faz mercado para seus clientes, que podem estar interessados ​​em comprar ou vender um ativo. Os revendedores oferecem um spread de compra e venda no qual estão dispostos a executar negociações. Em seguida, os revendedores podem negociar entre si. Esse mercado interdealer ajuda os revendedores a gerenciar a liquidez. Um revendedor que comprou um ativo de um cliente gostaria de vendê-lo para reequilibrar seu estoque. Por outro lado, um revendedor que vendeu um ativo para um cliente desejará comprá-lo no mercado de intermediários. Os revendedores têm um incentivo para negociar entre si porque sofrem um custo se seu inventário for “desequilibrado”.

O valor do ativo que está sendo negociado é incerto para os revendedores. Para simplificar, assumimos que o valor do ativo pode ser alto ou baixo. Os revendedores conhecem o valor esperado do ativo, mas não sabem o valor real. Os comerciantes têm avaliações de ativos privados que são distribuídos simetricamente em torno do valor real do ativo, com o qual os negociantes se preocupam. A avaliação privada de um trader pode diferir do valor real de um ativo – por exemplo, porque um trader está com restrição de liquidez e está desesperado para vender o ativo para obter dinheiro.

A próxima exibição representa os dois valores possíveis de um ativo e a distribuição das avaliações associadas dos traders. A linha superior representa o caso em que o valor real do ativo é baixo. As avaliações dos traders são representadas pela linha azul, centralizada no valor do ativo. A linha inferior representa o caso em que o valor real do ativo é alto. Novamente, as avaliações dos traders são representadas pela linha azul. O valor esperado do ativo é representado pela linha vertical pontilhada.

Leia Também  Fluxo de pânico do ouro fora da Grã-Bretanha?

Como as informações afetam a liquidez nos mercados de balcão?

Adquirindo informações através do comércio

Os revendedores podem aprender sobre o verdadeiro valor de um ativo por meio da negociação. Isso é ilustrado na próxima exibição, onde o spread de compra e venda é representado por linhas verticais tracejadas. Se um trader avaliar o ativo a menos do que o preço de venda do revendedor com o qual ele corresponde, ele venderá seu ativo ao revendedor. Isso é representado pela região sombreada à esquerda da linha tracejada, representando o preço de venda do revendedor. Por outro lado, se um comerciante atribuir um valor ao ativo maior que o preço de oferta do revendedor com o qual ele corresponde, ele comprará o ativo do revendedor. Isso é representado pela região sombreada à direita da linha tracejada que representa o preço da oferta do revendedor.

Como as informações afetam a liquidez nos mercados de balcão?

Como pode ser visto na exposição acima, é mais provável que um revendedor venda seu ativo quando o valor do ativo for baixo e compre o ativo quando o valor do ativo for alto. Portanto, dependendo da negociação, o negociante obtém algumas informações sobre o verdadeiro valor do ativo.

O que acontece se um revendedor escolher um spread maior de compra e venda? A exposição abaixo mostra que o revendedor aprende mais sobre o verdadeiro valor do ativo, condicional a uma negociação. De fato, se o revendedor vender o ativo, por exemplo, agora é muito mais provável que o valor real do ativo seja baixo. Isso pode ser visto pelo fato de que a área sombreada à esquerda do preço de venda quando o valor do ativo é baixo é muito maior que a área sombreada à esquerda do preço de venda quando o valor do ativo é alto.

Como as informações afetam a liquidez nos mercados de balcão?

É possível que um negociante amplie um spread de oferta e venda a tal ponto que nenhum profissional estaria disposto a comprar um ativo, se seu valor for baixo, e nenhum profissional estaria disposto a vender um ativo, se seu valor for Alto. Nesse caso extremo, o revendedor aprenderia o verdadeiro valor do ativo, condicionado à negociação. É importante observar também que, com um spread maior de compra e venda, é menos provável que o revendedor negocie. Isso pode ser visto pelo fato de que as áreas sombreadas se tornam menores à medida que o spread de compra e venda aumenta.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Como é determinada a liquidez do mercado interdealer?

Qualquer informação adquirida pelos revendedores na fase de criação do mercado é útil quando os revendedores esperam negociar no mercado interdealer. Um revendedor que esteja mais bem informado sobre o verdadeiro valor de um ativo pode, por exemplo, rejeitar uma oferta de outro revendedor se não for atraente o suficiente, mesmo que o revendedor tenha aceitado a oferta sem as informações adicionais.

Leia Também  Covid-19 e ser cauteloso versus casual - The Gold Standard

Ao mesmo tempo, a vantagem informacional que um revendedor pode obter por meio de suas atividades de criação de mercado diminui a liquidez entre os operadores. Isso ocorre porque a liquidez entre negociantes é maior quando mais negociantes com posições de compensação negociam. Quando o spread de compra e venda é mais amplo, menos negociantes negociam no estágio de criação de mercado, reduzindo as oportunidades de negociação no mercado interdealer. Fundamentalmente, existe um conflito entre incentivos privados para obter uma vantagem informacional e a provisão socialmente eficiente de liquidez no estágio de criação de mercado.

Negociação e fragilidade entre negociantes endógenos

Um insight importante de nosso modelo é que a liquidez entre operadores depende das atividades de criação de mercado dos revendedores. Os spreads mais baixos de compra e venda, que correspondem a uma maior liquidez fornecida pelos revendedores a seus clientes à medida que eles criam mercados, levam a mais liquidez no mercado de intermediários. Os spreads mais amplos de compra e venda têm o efeito oposto, reduzindo a liquidez nos dois mercados.

No caso extremo em que os negociantes esperam que não ocorram negociações entre negociantes, sua resposta ideal é explorar seu poder de mercado sobre seus clientes e oferecer amplos spreads de compra e venda. Quando isso acontece, os mercados se tornam segmentados, com os revendedores fazendo mercados para seus mercados locais, mas não realizando negociações entre negociantes para compensar os desequilíbrios entre os mercados locais. Em outras palavras, a falta de liquidez gera falta de liquidez.

Esse problema de expectativas que substancia e racionaliza um colapso na coordenação é uma forma de fragilidade financeira, remanescente das corridas no contexto dos mercados monetário bancário ou de atacado. Em particular, mostramos que, em certas circunstâncias, as crenças dos revendedores são um importante determinante da liquidez entre os operadores. Para níveis intermediários de incerteza fundamental, as expectativas dos revendedores sobre as práticas de criação de mercado de outros revendedores podem racionalizar a negociação interdealer ativa ou nenhuma negociação. Como os spreads aumentam drasticamente no caso de cessação do comércio entre operadores, os mercados podem secar rapidamente se as crenças dos revendedores mudarem abruptamente. Por exemplo, o comércio entre corretores, que responde por 61% de todas as negociações nos mercados de balcão de libras esterlinas, caiu para 2% durante o crash da libra esterlina em outubro de 2016. Em um relatório sobre o episódio, a Autoridade de Conduta Financeira citou a forte retirada de revendedores de mercados interdealer como um dos principais catalisadores do acidente.

Leia Também  Confusa esquerda sobre preço "Goivagem", máscaras faciais e Purell

Aquisição de informações pós-negociação

Se os revendedores puderem aprender algo sobre o verdadeiro valor de um ativo por meio da negociação, eles poderão obter muito mais informações observando muitos negócios. Hipoteticamente, a observação de todos os negócios dos revendedores revelaria o verdadeiro valor do ativo com perfeita precisão. Em muitos mercados financeiros, as entidades de processamento pós-negociação que realizam compensação e liquidação estão naturalmente posicionadas para adquirir informações sobre negócios executados. Mecanismos de relatórios comerciais, como o TRACE, são outro mecanismo através do qual as informações sobre negócios podem ser compartilhadas com os participantes do mercado.

O que acontece quando todos os revendedores sabem que serão informados do valor real do ativo antes de entrar no mercado de intermediários? Concluímos que a liquidez melhora porque os revendedores não têm mais um incentivo para aprender sobre o verdadeiro valor do ativo, ampliando o spread de compra e venda. Como resultado, todos os revendedores definem spreads mais baixos de compra e venda, para que mais transações sejam realizadas. Como existem mais oportunidades de negociação no mercado interdealer, também é mais fácil para os revendedores reequilibrarem seus estoques e eles não precisam se preocupar em ser menos informados ou aproveitar esse mercado.

Quando todos os revendedores podem ser informados, eles têm menos incentivos para adquirir informações, definindo amplos spreads de compra e venda, melhorando a liquidez. No entanto, dada a heterogeneidade substancial entre os revendedores e os objetivos de plataformas e trocas que maximizam o lucro, não está claro se as regras e práticas relativas à divulgação serão implementadas de maneira consistente e eficaz. Vamos explorar esse problema em uma futura postagem no blog.

Michael Lee
Michael Lee é economista do Grupo de Pesquisa e Estatística do Federal Reserve Bank de Nova York.

Antoine Martin
Antoine Martin é vice-presidente sênior do Grupo de Pesquisa e Estatística do Banco.

Como citar este post:

Michael Lee e Antoine Martin, “Como as informações afetam a liquidez em mercados de balcão?”, Federal Reserve Bank de Nova York Liberty Street Economics, 13 de janeiro de 2020, https://libertystreeteconomics.newyorkfed.org/2020/01/how-does-information-affect-liquidity-in-over-the-counter-markets.html.


aviso Legal

As opiniões expressas neste post são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a posição do Federal Reserve Bank de Nova York ou do Federal Reserve System. Quaisquer erros ou omissões são de responsabilidade dos autores.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br